Bivar participa de jantar com Moro após ser alvo de ataque público de Bolsonaro - Cariri Ativo - A Notícia Com Credibilidade e Imparcialidade
Bivar participa de jantar com Moro após ser alvo de ataque público de Bolsonaro

Bivar participa de jantar com Moro após ser alvo de ataque público de Bolsonaro

Compartilhar isso
Reprodução/Instagram - @danielcfreitas
Deputados da bancada do PSL jantaram com o ministro Sergio Moro, em Brasília
'Queimado’, segundo presidente,Reunião de deputados do PSL,Deltan e Pozzobon a poucos metros.

Descrito como “queimado pra caramba pelo presidente Jair Bolsonaro, o comandante nacional do PSL, Luciano Bivar, jantou na noite dessa 3ª feira (8.out.2019) ao lado do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Os 2 estavam num encontro de confraternização da bancada de congressistas do PSL no restaurante Lake’s, em Brasília.

O encontro com 1 dos ministros mais prestigiados do governo –Moro foi o único palaciano citado nominalmente por Bolsonaro durante seu discurso na Assembleia Geral da ONU– deu-se horas após Bivar se ver como alvo público de ataque do presidente.
Pela manhã, Bolsonaro cumprimentou 1 apoiador que o aguardava na saída do Palácio do Alvorada. O jovem disse ser pré-candidato do PSL no Recife (PE), no que ouviu do presidente a resposta: “Esqueça o PSL“. O apoiador insistiu no tema, exaltando uma aliança entre ele, Bolsonaro e Bivar. O presidente retrucou: “Cara… não divulga isso, não, cara. O cara [Bivar] está queimado para caramba lá. Vai queimar o meu filme também, entendeu? Esquece esse cara, esquece o partido”.
Moro não é o único ministro a ter compromisso com Bivar após este ter sido atacado por Bolsonaro. Nesta 4ª feira (9.out), o chefe da pasta da Educação, Abraham Weintraub, recebe o deputado em seu gabinete, às 15h30. Segundo consta na agenda do ministro, a audiência tem como tema o Programa de Escolas Cívico-Militares.
@Reprodução/Instagram – @danielcfreitas
Deputado Daniel Freitas (PSL-SC) compartilhou foto de jantar com Moro

MAIS ENCONTROS EM TORNO DA MESA

No mesmo restaurante em que Bivar e Moro confraternizaram, os procuradores da República Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon, ambos da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, jantavam com a reportagem do Poder360. Moro entrou e não viu os ex-colegas de Curitiba, que deixaram o local sem cumprimentar o ministro.
O ex-senador Romero Jucá (MDB-RR), que foi alvo de investigações no escopo da Lava Jato, também esteve no mesmo restaurante na noite dessa 3ª feria. Ele foi até a mesa onde estava a reportagem do Poder360 para cumprimentar. Ao chegar, viu os procuradores. Fez uma breve saudação e se foi.
Fonte: poder360.com.br
09.10.2019