Em último dia de mandato, Raquel Dodge pede inconstitucionalidade da Escola sem Partido - Cariri Ativo - A Notícia Com Credibilidade e Imparcialidade
Em último dia de mandato, Raquel Dodge pede inconstitucionalidade da Escola sem Partido

Em último dia de mandato, Raquel Dodge pede inconstitucionalidade da Escola sem Partido

Compartilhar isso
Raquel Dodge, em seu último dia de mandato como procuradora-geral da República, enviou, nessa terça-feira, um parecer pedindo que o Supremo Tribunal Federal declare a inconstitucionalidade de seis decretos do governo Jair Bolsonaro que alteraram as regras de porte e posse de armas. A informação é da Veja Online.
Em outra ofensiva contra os interesses do Palácio do Planalto, a procuradora entrou com três ações no STF que contestam medidas defendidas pela gestão Bolsonaro: o projeto Escola sem Partido e as mudanças promovidas pelo governo federal nas composições dos conselhos nacionais do meio ambiente (Conama) e dos direitos da Criança e do Adolescente (Conanda).
Para Dodge, as alterações nas regras de posse e porte de armas em decretos assinados por Bolsonaro afrontam “o princípio da separação dos poderes” e substituem o papel do Poder Legislativo “na tomada de decisão acerca da política pública sobre porte e posse de armas de fogo”. O parecer da procuradora foi encaminhado no âmbito de uma ação ajuizada pelo partido Rede Sustentabilidade em maio.
(Foto – Agência Brasil)
19.09.2019