Gasolina no Ceará começa dezembro com alta de 2,69% - Cariri Ativo - A Notícia Com Credibilidade e Imparcialidade
Gasolina no Ceará começa dezembro com alta de 2,69%

Gasolina no Ceará começa dezembro com alta de 2,69%

Compartilhar isso
Depois de uma leve queda, registrada na semana passada, a gasolina voltou a subir no Ceará. Segundo dados da pesquisa de levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço cobrado pelo litro do combustível teve alta de mais de 2,5%. A comparação foi feita levando em consideração os períodos entre os dias 24 e 30 de novembro e 1º e 7 de dezembro. O resultado foi divulgado pela Agência neste sábado (7).
Na primeira semana do mês de dezembro, a ANP registrou um encarecimento de 2,69% no preço médio da gasolina no Estado. Com o aumento, o valor médio cobrado pelo litro do combustível passou de R$ 4,417 para R$ 4,536. A evolução de preço vem logo após a ANP ter indicado uma leve redução de 0,47% na semana anterior, considerando a comparação entre os dias 17 e 23 de novembro com 24 e 30 de novembro.
O estudo foi feito a partir de pesquisa em 218 postos de combustíveis em todo o Estado, sendo que a maior parte deles (101) está localizada em Fortaleza. Foi na Capital cearense também que a ANP encontrou o menor preço para a gasolina durante a semana dos dias 1º e 7 de dezembro. O valor mínimo registrado no Estado foi de R$ 4,19.
Já o preço máximo foi verificado em Crateús, com litro sendo vendido a R$ 4,97. Lá, o valor mínimo encontrado, no entanto, não variou muito, ficando no patamar de R$ 4,93. Já em Fortaleza, cidade com maior variação de mercado, o preço máximo ficou em R$4,72. Outros destaques de preço da pesquisa ficaram para Icó (R$ 4,80), Iguatu (R$ 4,85) e Itapipoca (R$ 4,85).
Os valores mais baixos, além de Fortaleza, foram encontrados em Caucaia. O Município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) apresentou um valor médio para o litro da gasolina de R$ 4,36.
Estados
No Nordeste, o Ceará ficou na quinta colocação entre os estados com a gasolina mais cara. A comparação regional também foi feita no mesmo período – na semana entre os dias 1º e 7 de dezembro. Regionalmente, a unidade da Federação com a gasolina mais cara foi o Rio Grande do Norte, cobrada a R$ 4,68. O número representa o preço médio cobrado pelo litro do combustível no Estado.
Na sequência do ranking divulgado pela ANP aparecem Bahia (R$ 4,60), Sergipe (R$ 4,58), Piauí (R$ 4,56), Ceará (R$ 4,53), Alagoas (R$ 4,52), Pernambuco (R$ 4,38), e Paraíba (R$ 4,34). A gasolina mais cara do País foi encontrada no Rio de Janeiro, onde o valor cobrado na negociação do litro chegou ao patamar de R$ 4,96. Lá, o preço máximo passou dos R$ 5. O valor mais alto registrado pela ANP no Rio de Janeiro foi de R$ 5,85.
Já a gasolina mais barata do Brasil foi registrada no Amapá, onde o litro do combustível médio foi negociado a R$ 3,97. O preço mínimo registrado lá foi de R$ 3,79.
Fonte: Diário do Nordeste
badalo.com.br
09.12.2019