42 artistas se unem e realizam a leitura da carta em defesa da democracia - Cariri Ativo - A Notícia Com Credibilidade e Imparcialidade
42 artistas se unem e realizam a leitura da carta em defesa da democracia

42 artistas se unem e realizam a leitura da carta em defesa da democracia

Compartilhar isso

 

Atores, cantores e personalidades do entretenimento participaram do vídeo. - (crédito: Reprodução/Twitter)
Fernanda Montenegro, Anitta e Caetano Veloso são alguns dos artistas que participaram do vídeo de leitura da Carta às Brasileiras e aos Brasileiros pela Democracia.

Aline Brito

Nesta quarta-feira (10/8), 42 artistas se uniram e divulgaram um vídeo em que aparecem fazendo a leitura da carta em defesa da democracia. Marisa Monte, Anitta, Caetano Veloso, Fernanda Montenegro, Juliette, Chico Buarque, Milton Nascimento, Manu Gavassi, Luísa Sonza, Djavan, Wagner Moura, entre outros são alguns dos nomes que participaram da campanha.


A leitura oficial da Carta às Brasileiras e aos Brasileiros pela Democracia será na quinta-feira (11/8), na Universidade de São Paulo (USP), mais especificamente no Pátio das Arcadas do Largo de São Francisco, em ato organizado por juristas e movimentos sociais. Até o momento, o documento soma quase 900 mil assinaturas e defende as urnas eletrônicas e o Estado Democrático de Direito. “Nossas eleições com o processo eletrônico de apuração têm servido de exemplo no mundo. Tivemos várias alternâncias de poder com respeito aos resultados das urnas e transição republicana de governo. As urnas eletrônicas revelaram-se seguras e confiáveis, assim como a Justiça Eleitoral”, afirma a carta.

O documento foi criado por juristas da Faculdade de Direito da USP após seguidos ataques do presidente Jair Bolsonaro às urnas eletrônicas e questionamentos em relação à lisura do processo eleitoral que, de acordo com a carta, colocam em risco a democracia.

Nomes importantes assinaram a carta

Candidatos à presidência, ex-ministros, ex-presidentes, artistas e empresários assinaram a carta em defesa da democracia. Responsáveis pela carta fizeram um levantamento das assinaturas divididas por profissões e divulgaram que ela já foi assinada por 28.868 engenheiros; 15 mil médicos; 8.973 desempregados; 6.619 policiais; 5.045 enfermeiros; 4.231 magistrados; 4.217 motoristas; 727 porteiros e 519 delegados de polícia.

Personalidades como Chico Buarque, Fernanda Montenegro, Gal Costa, Zélia Duncan, Maria Bethânia, Bruno Gagliasso e Djamila Ribeiro assinaram o documento. Além deles, ex-ministros do STF como Joaquim Barbosa, Francisco Resek e Nelson Jobim, também são signatários. Ao todo 12 ex-ministros do STF assinaram a carta. 

Pré-candidatos à Presidência como Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) também assinaram a carta. O documento é inspirado na “Carta aos Brasileiros” criada em 1977 e que defendia a volta do Estado Democrático de Direito durante a ditadura civil-militar brasileira, no governo do ex-presidente Ernesto Geisel.

Qualquer pessoas pode assinar a carta e o intuito é reunir mais assinaturas até quinta-feira (11), quando será feita a leitura oficial. Para assinar, clique aqui

correiobraziliense.com.br

12.08.2022