Carreata com carros da prefeitura e retroescavadeira vira caso de polícia em Granjeiro - Cariri Ativo - A Notícia Com Credibilidade e Imparcialidade
Carreata com carros da prefeitura e retroescavadeira vira caso de polícia em Granjeiro

Carreata com carros da prefeitura e retroescavadeira vira caso de polícia em Granjeiro

Compartilhar isso
Felipe Azevedo

Clima de Fla x Flu em Granjeiro. Após uma decisão judicial suspender a sessão que poderia cassar o prefeito Ticiano Tomé (sem partido), os ânimos na cidade se exaltaram. Deu até polícia na madrugada de ontem no pequeno município.
A sessão que foi marcada para manhã de ontem foi suspensa. Isso porque a Justiça entendeu que o prefeito não havia recebido toda a documentação da Comissão Processante. Esse é o grupo de vereadores que discute na Câmara se Ticiano perderá o mandato.
Lembrando que essa problemática vem desde o início do ano, quando ele e o pai, Vicente Tomé, foram apontados no grupo de suspeitos da morte do ex-gestor, João Gregório. A câmara então, leu uma denúncia que também falava sobre improbidade administrativa.
Ainda na noite de terça, dia 19, a decisão do juiz Judson Pereira Spindola Júnior foi divulgada pelo presidente da câmara nos grupos de WhatsApp. Com a suspensão confirmada, funcionários da prefeitura, para comemorar, iniciaram uma carreata com fogos e bombas às 5 horas da manhã.
O curioso é que essa manifestação foi feita com os carros da prefeitura Retroescavadeira, ambulâncias e veículos oficiais foram usados na comemoração, que contou até com a procuradora do município. Todo esse movimento fez com que moradores chamassem até a Polícia Civil, que chegou na cidade quando a carreata já tinha acabado.
Na manhã de hoje, as informações são de que a brincadeira saiu caro. A polícia intimou a Secretária de Saúde, o diretor do hospital e o Secretário de Administração. Esse é só mais um capítulo de uma verdadeira novela na cidade, que iniciou com um acontecimento trágico, envolvendo um assassinato que, cinco meses depois, não tem solução.
miseria.com.br
22.05.2020